“Foi um tempo que o tempo não esquece que os trovões eram roucos de se ouvir todo um céu começou a se abrir numa fenda de fogo que aparece o poeta inicia sua prece ponteando em cordas e lamentos escrevendo[…]↓ Read the rest of this entry…