“De vez em quando a vida beija nossa boca e em cores se espalha que nem atlas nos passeia pelas ruas em carroça e nos sentimos em boas mãos.