—————————————————- “E todos os meu nervos estão a rogar e todos os meus órgãos estão a clamar e uma aflição medonha me faz implorar o que não tem vergonha, nem nunca terá o que não tem governo, nem nunca terá[…]↓ Read the rest of this entry…